Renda Variável

Renda Variável: Entenda como funciona o mercado do dinheiro!

Você já deve ter ouvido falar muitas coisas sobre o mercado financeiro e a maioria dessas coisas são lendas que surgiram por falta de entendimento sobre a renda variável.

Ações, opções, contratos futuros são recursos de alta rentabilidade que encantam os olhos de qualquer um.

Entretanto, só o encantamento não é o bastante para atuar num setor que também traz alto risco.

É necessário conhecer o básico sobre o funcionamento dos recursos para poder se proteger de possíveis perdas.

Compreendendo bem os recursos disponíveis, você terá uma noção de o que é cada coisa e poderá direcionar melhor seus investimentos.

Vamos começar então com:

O que é Renda Variável?

Diferente da Renda Fixa, que você têm referências de quanto seu investimento vai render conforme o tempo, a renda variável não há previsão concreta.

Toda a oscilação do mercado, causada por diversos fatores, interfere na performance geral dos investimentos.

Positiva ou negativamente.

Esse tipo de investimentos é recomendável para investidores mais arrojados, pois não são todos que mantém a frieza durante oscilações negativas.

Além, é claro, da necessidade de conhecimento técnico e experiência para obter sucesso.

Em suma, é na renda variável que se trabalha o conceito de compra e venda na bolsa de valores.

Comprar quando o preço está baixo e vender quando o preço está alto.

Tipos de Investimentos em Renda Variável

Da mesma forma como na renda fixa, os produtos de renda variável funcionam de formas diferentes entre si.

A finalidade é só uma, gerar rendimento, mas cada produto traz estratégias diferentes.

Vamos conhecer as principais alternativas:

Ações

Uma Ação é a menor parte do capital social de uma empresa.

Ao comprar uma ação, você se torna um dos acionistas da empresa, dono de uma parcela de tudo que a empresa possuir.

É assim que as empresas fazem para captar dinheiro para financiar suas atividades, realizar expansões ou cobrir dívidas.

Mas possuir ações pode, ou não, te dar o direito de opinar nas decisões da empresa.

Daí são os tipos Preferenciais ou Ordinárias.

Ações Preferenciais

Esse tipo de ação, confere ao titular prioridade sobre a distribuição dos dividendos, mas não dão direito à voto em assembleias da empresa, tendo maior liquidez.

As preferenciais são recomendadas ao pequeno investidor, pois garante prioridade no pagamento de dividendos em caso de lucro e possuem maior liquidez.

Ações Ordinárias

Já esse tipo de ações, confere ao titular maior relação com a empresa, podendo votar nas assembleias gerais da empresa e tendo garantido o retorno de, no mínimo, 80% do valor das suas ações, em caso de venda da empresa.

As ordinárias são recomendadas ao grande investidor, pois garante uma relevância maior nas decisões.

As estratégias com ações são basicamente duas:

  • comprar ações baratas e vender quando elas valorizarem
  • comprar ações de empresas com um bom histórico de lucro para receber dividendos.

E daí as diversas possibilidades em Day Trade, Swing Trade, Buy and Hold, que explicarei em posts futuros, mas se você quiser saber mais, deixa ai nos comentários!

Opções

Opções são derivativos de ações negociadas na bolsa.

-Tá, mas o que significa isso?

Para quem vai comprar ou vender funciona um pouco diferente, mas vou usar um exemplo mais simples.

Imagina que você seu vizinho está vendendo um PC gamer por R$1.000,00.

Mas você só tem R$100,00 agora, e sabe que vai receber seu salário mês que vem e poderá comprar.

Você negocia com seu vizinho os R$100,00 agora para ele segurar o PC gamer pra você comprar mês que vem, pelos R$1000,00.

Não é um adiantamento ou parcelamento, você só compra a reserva do produto.

Mês que vem se você recebeu seus R$1000,00 certinho e pagou seu vizinho, ele te entrega o PC gamer.

Se você se enrolou, aconteceu algum imprevisto e não deu pra pagar os R$1000,00 do seu vizinho, já era aqueles R$100,00 e seu vizinho segue vendendo o PC pra quem pagar os R$1000,00.

Isso é uma opção!

O comprador da opção paga pelo direito de comprar uma ação, no futuro, e o vendedor recebe para reservar o dever de vender a ação, no futuro.

Se o comprador não efetivar a compra da Ação, o vendedor permanece com ela.

Mas se outra pessoa oferecer a compra daquela ação antes, o vendedor não pode vender, pois ele já vendeu a opção de compra.

ETF

ETF significa Exchange Traded Funds, é um fundo de investimento que é negociado como uma ação.

Vou falar mais sobre fundos de investimentos em um post futuro, mas basicamente um investimento em um grupo de ativos, que podem ser ações, commodities ou títulos.

Ou seja, você não vai investir em uma empresa, apenas.

Você vai investir em um conjunto de empresas ou índices, que vão te trazer o resultado conjunto, também.

Se alguma tiver um mal resultado, não vai impactar muito no resultado, o que torna esse produto bastante conservador.

Contratos Futuros

Os contratos futuros ou mercado futuro é um derivativo de commodities, índices ou moedas.

Ele é bem parecido com as Opções, mas com o produto final diferente.

As opções são derivativos de ações e os contratos futuros, são derivativos de produtos em si, ou grupos de produtos, representados por índices.

Como milho, soja, dólar, café, ouro etc.

Você vai comprar ou vender uma promessa, conforme uma estimativa de preços.

Pois não há como saber, exatamente, o preço de algum produto no futuro.

Mas é possível estimar, conforme indicadores de mercado.

Ouro e Moedas

Como os outros produtos, moedas, metais e pedras preciosos também podem ser negociados na bolsa.

E funcionam exatamente como outros produtos, possuem seu índice e seus códigos de negociação.

Onde cada um pode comprar e vender lotes de produtos, conforme lhes interessa e buscar rentabilidade.

Você compra por um valor e, após a valorização, você vende, obtendo lucro no processo.

Entretanto, esses produtos são mais utilizados para proteção de patrimônio e não exatamente para compra e venda constante.

Conclusão

Bem, essas são algumas das possibilidades para se trabalhar com renda variável.

Antes de entrar de cabeça na bolsa de valores é extremamente recomendável que você tenha seu fundo de emergência bem preparado.

E que busque muito mais informações sobre qual estratégia irá utilizar.

Conhecimento sobre a Teoria de Dow, Análise fundamentalista e Análise técnica são o mínimo para saber.

No mais, te desejo todo o sucesso nos investimentos e:

Vida Longa e Próspera!

Até a próxima!

Felipe Muniz

Felipe Muniz

Um nerd que teve a vida completamente transformada pelo livro Pai Rico, Pai Pobre e apresenta o poder desse conhecimento, de forma simplificada, para ajudar cada pessoa a despertar da matrix financeira.