Modelo de Negócios

Modelo de Negócios: Aprenda como fazer o seu!

É sabido que uma das formas mais eficientes para aumentar seus ganhos é através de um negócio próprio, seja ele para complementar renda ou como fonte principal, mas antes de começar, você sabe qual o seu Modelo de Negócios?

Se você pretende começar um negócio próprio ou mesmo se você já tem um negócio, uma ferramenta crucial para você é o Modelo de negócios!

Com ele você consegue ver de forma super simples diversas características do seu projeto que, em outras ferramentas, poderiam ser difíceis de identificar ou até passar batido.

Quase como um jogo de tabuleiro, a ferramenta te traz os principais elementos para identificar como trazer para a realidade qualquer ideia brilhante que você tenha e fazer dinheiro com isso, também ajuda para definir Metas!

Sem mais delongas, vamos ao que interessa:

O que é o Modelo de Negócios Canva?

Modelo de Negócios Canva

Essa ferramenta, criada pelo suiço Alex Osterwalder, permite de uma forma visual, rápida e prática, trabalhar nossas ideias antes de começar a gastar dinheiro em um negócio.

Com áreas e blocos direcionados aos principais fatores de um negócio, onde você consegue ir trabalhando as opções que você tem condição de aplicar no momento ou projetando novas possibilidades.

Por muito tempo montar o Plano de Negócios era o primeiro passo de execução, antes de qualquer coisa, hoje o Modelo de Negócios fica antes do Plano de Negócios.

E assim você garante que seu negócio tem um direcionamento, um norte para você executar na sequência.

Também não tem problema se você já tem um negócio em andamento, é legal usar o Modelo para ajudar a ter maior clareza de como seu empreendimento está funcionando.

Não importa o tamanho do empreendimento, docinhos para vender na faculdade ou um marketplace de carros de luxo (Se liga na ideia), tudo pode ser aplicado no Modelo.

Então vamos para a ação!

Como preencher o Modelo de Negócios Canva!

Você pode desenhar o canva em uma folha de papel ou em um quadro e preencher a lápis ou caneta mesmo, mas recomenda-se usar post-its para poder mover as informações facilmente.

Para começar com o pé direito nesse preenchimento há um caminho ideal que vou te apresentar pelas áreas e blocos do Canva, um a um.

A primeira área, e mais importante, é a parte central:

Proposta de Valor!

Ele representa o que você fornece, seja produto ou serviço.

Com base nisso, você deve se questionar qual a necessidade do seu cliente, qual o problema que você resolve com isso, qual a frequência do consumo?

Aqui vamos a um exemplo de venda de Brigadeiros!

O que ele fornece?

-Brigadeiros.

Qual a necessidade do seu cliente?

-Baixa (dependendo do cliente é alta, mais detalhes a frente).

Qual o problema resolve?

-Alegra o momento do cliente.

Área direita, Clientes!

Nesse ponto o importante é pensar em para quem seu produto ou serviço é direcionado.

Em cada bloco a seguir você deve preencher mais algumas perguntinhas:

Segmento de Clientes

Aqui você deve definir seu cliente ideal e é onde começa a ficar clara a utilidade de post-its de cores diferentes, por exemplo:

Continuando com a venda de brigadeiros, mas precisamos definir um pouco mais nesse ponto por que temos dois caminhos com potencial.

Meu segmento de cliente pode ser os colegas de faculdade

Então já sei uma das perguntas importantes que é: Quem são os clientes?

-Jovens Universitários.

E ao mesmo tempo, posso ter clientes no meu bairro, mas lá não vou vender unidades, vou vender para festas, então quem são os clientes?

-Mamães organizando festas para seus filhos pequenos.

A partir de agora, para facilitar o preenchimento do canva, seria recomendável que você usasse cores diferentes para cada cliente, pois cada um terá uma abordagem, necessidade, frequência diferente.

E ao ver essa oportunidade, você pode voltar no campo anterior, da proposta de valor, e preencher com novos post-its diferentes, com propostas de valor diferente, mesmo sendo o mesmo produto no final.

Se você está preenchendo com caneta numa folha de papel, não tem problema, use cores de canetas diferentes para facilitar a visualização.

Canais

Aqui você deve preencher como seu produto chegará no cliente?

Como eu vendo brigadeiros para meus colegas de faculdade, eu vou entregar pessoalmente.

Mas para outros tipos de negócios, talvez seja necessário enviar por correio ou entregadores de bicicleta.

Se o negócio é uma loja física, o cliente que precisa vir até você, então é algo para se marcar também.

Relacionamento com o clientes

Aqui você deve se perguntar como conquistar seu cliente?

Há diversas formas de criar esse relacionamento hoje em dia.

Das formas mais tradicionais como indicação por conhecidos.

Cartões com mensagens felizes ou uma página interessante nas redes sociais.

Todos os detalhes contam, mas tudo relacionado ao cliente que você definiu lá atrás, no segmento de clientes.

Como conquistar clientes de brigadeiros na faculdade:

-Ter um cartão de fidelidade.

Agora vamos para a próxima área:

Área esquerda, Execução!

Em toda essa área, entram aspectos de realização do projeto, aqui a pergunta da vez é o Como Fazer!

É necessário sempre lembrar o que foi definido nos blocos já preenchidos.

Justamente para não se perder ou pensar em coisas que não terão uma real necessidade no seu contexto.

Então vamos ao primeiro bloco:

Recursos Principais

Aqui entram os diversos itens necessários para que você consiga entregar para o cliente a sua proposta de valor na prática!

Você deve pensar nos recursos físicos, intelectuais, humanos e financeiros para executar sua atividade.

Como hoje estou vendendo brigadeiros, vamos lá:

Recursos físicos:

-Preciso ter fogão, gás, panela, utensílios de cozinha, massa de brigadeiro, cobertura, forminhas, guardanapos, recipiente, bolsa térmica.

Recursos intelectuais:

-Preciso saber como fazer um brigadeiro, sem recheio, com recheio, tipos de cobertura.

Recursos humanos:

-Eu!

Recursos financeiros:

-A maioria dos itens já possuo em minha casa, então precisaria gastar com o que não possuo,

  • massa de brigadeiro, 400g = R$7,00;
  • forminha, 75 unidades = R$3,00,
  • Cobertura, 500g = R$10,00
  • Recipiente, 10 unidades com 12 cavidades = R$24,00
  • Gás, 13 Kg = R$70,00

*Valores aproximados pesquisados rapidamente no Google.

Atividades Principais

Aqui você deve marcar o que vai precisar fazer de verdade, hora de botar a mão na massa!

Mas não se esqueça de que, além do que você pretende fazer, existem diversas outras coisinhas importantes para se fazer, dependendo do negócio, como vou citar no exemplo dos brigadeiros:

  • Comprar os ingredientes;
  • Fazer os brigadeiros;
  • Levar para vender na faculdade;
  • Preencher o livro caixa;

Parcerias Principais

Agora é quando vamos precisar pensar na galera que podem ser cruciais para o negócio ou que podem colaborar em alguma das etapas anteriores, por exemplo:

  • O mercado que vende os ingredientes para o meu brigadeiro por preço mais em conta.
  • Aquele amigo que sabe mexer no face para criar uma página (ou site).
  • Aquela amiga famosinha da faculdade que pode ajudar a divulgar meus brigadeiros.

É claro, os parceiros devem ser recompensados por seus devidos trabalhos também.

E por fim:

Área inferior, Dinheiros!

Espero que você já tenha muitos sonhos, ideias e propostas para adicionar em cada bloco anterior e aqui é quando você vai se perguntar Quanto Custa tudo isso!

Agora é hora de colocar os pés no chão e por os valores na ponta do lápis, precisamos calcular nossos custos e pensar nos rendimentos para ver se vai valer a pena de verdade, colocar isso em prática!

Estrutura de custos

Aqui você deve preencher todos os custos já considerados anteriormente e ver como seria a realidade, considerando também os parceiros e todos os pequenos gastos envolvidos no processo.

Se possível, considere também o cálculo detalhado, como o custo por unidade ou por demandas especiais.

Fontes de Receita

E chegamos ao fim!

Sabendo como apresentar valor para o seu cliente ideal, como fazer isso e com o valor envolvido em tudo isso, você deve considerar quanto vai cobrar.

Aqui podem surgir ideias que vão mudar o preenchimento do seu modelo de negócios, mas não se preocupe, é para isso mesmo que ele serve!

Mas finalizando com o exemplo dos meus brigadeiros.

Fiz todas as contas e vi que meu brigadeiro vai custar R$0,70 para fazer, mas nas proximidades da faculdade já tenho concorrentes vendendo brigadeiros por 2 reais, então eu posso cobrar até um pouco abaixo disso que ainda estou bem.

Agora se eu tivesse escolhido ingredientes topíssimos, todo um detalhe em cartões com mensagens personalizadas, uniforme para eu andar bonitão com meus brigadeiros, tudo isso subiu meus custos para 4 reais por brigadeiro.

Então eu precisaria de uma estratégia em algum outro segmento de clientes que se interessaria por toda essa experiência adicional, além do brigadeiro, apenas.

Ou buscar reduzir custos até chegar em um nível que eu possa me equilibrar ao mercado.

Conclusão

Um bom Modelo de Negócios traz vantagens na largada!

Antes de por em prática seu projeto, faça vários testes, analise diversos clientes, propostas de valores diferentes, parcerias e continhas para ter o melhor aproveitamento.

Busque alternativas inovadores para a sua proposta, seja criativo, mas com bom senso e pé no chão.

Se você já tem uma interação com seus potenciais clientes, converse com eles diretamente, pergunte o que eles acham interessante, eles mesmos podem te mostrar o caminho do sucesso.

E se quiser uma abordagem diferente, tem um material fantástico do SEBRAE sobre o Canva que você pode acessar clicando aqui!

E agora vou ficando por aqui, desejando para você sempre uma:

-Vida longa e próspera!

Até a próxima!

Felipe Muniz

Felipe Muniz

Um nerd que teve a vida completamente transformada pelo livro Pai Rico, Pai Pobre e apresenta o poder desse conhecimento, de forma simplificada, para ajudar cada pessoa a despertar da matrix financeira.