Corretora de Valores: O que é, como funciona, onde vive?

Você passou a vida inteira sem saber isso, como se fosse um segredo nas entrelinhas da sociedade, você só ouve falar aqui e ali, mas agora eu vou revelar tudo que você precisa saber sobre uma Corretora de Valores!

Parece que há algo de errado com o mundo, você não sabe o que é, mas há!

Não te ensinam isso na escola, nem na maioria das faculdades você iria aprender.

Muitas pessoas no mundo nunca ouvirão falar sobre isso.

Mas você está aqui, por sorte ou por sua dedicação em buscar formas de sair da matrix financeira.

Conhecer o sistema em que vivemos e os recursos que existem a nossa disposição é o que faz a diferença!

Então vamos lá, do início:

O que é uma Corretora de Valores?

Corretora de Valores é uma empresa que oferece o serviço de intermediação de compra e venda de títulos financeiros.

Traduzindo o economês:

Elas compram e vendem ações pra você!

A bolsa de valores ou outros títulos financeiros privados ou públicos não são como os produtos no supermercado que você mesmo pega, bota no seu carrinho e paga no caixa.

Na verdade, eles são como o balcão de frios!

Você vê ali os queijos diferentes, mortadela, presunto e tal.

Ai você decide o que quer e pede para o balconista fatiar duzentos gramas de muçarela!

Ele pega a peça enorme de muçarela, fatia certinho, empacota e te entrega.

O Balconista é a Corretora de Valores!

Cara, que exemplo sensacional, me superei nessa, fala ai!

É basicamente isso, a corretora só está ali para pegar os produtos (títulos financeiros) do mercado e repassar para você, mediante o seu comando.

E é importante saber também que Corretoras de Valores NÃO são bancos,ok?

Embora bancos também possam fazer esse tramite de títulos para você, mas não são ideais por motivos que vou tratar mais abaixo.

Agora que você sabe o que é uma corretora, vamos para mais alguns detalhes:

Como funciona uma Corretora de Valores?

Inicialmente, qualquer corretora de valores precisa da liberação em duas instituições para funcionar: o BACEN (Banco Central do Brasil) e a CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Então não é qualquer “financeira” que é corretora, cuidado hein.

Pra te facilitar, ta aqui uma lista com todas as Corretoras que já têm liberação para atuar na Bovespa.

Então vamos para o geralzão de como começar.

Passo um: Escolha a Corretora de Valores de sua preferência!

A lista das corretoras é justamente para você poder fazer essa escolha.

Quando eu conhecer uma corretora TOP, de confiança, com taxas baixas e que realmente se preocupa em te ajudar a ficar de boa na lagoa financeira, eu indico pra vocês (Corretoras paga nós).

Vale salientar que uma corretora é como qualquer empresa, você deve pesquisar no Reclame Aqui se ela tem boa reputação.

Também é importante prestar atenção nas taxas cobradas, mas não precisa se preocupar que a grande maioria das corretoras não cobra para abrir sua conta e investir no tesouro direto.

Veja os canais de atendimento, entre em contato antes de fazer seu cadastro, converse com pelo menos três corretoras.

Verifique se a corretora possui o Selo Cetip, que é uma garantia de que todo o processo de investimento feito pela corretora é devidamente registrado em seu nome.

O que facilita a identificação para as instituições responsáveis como o FGC (Fundo Garantidor de Créditos) que você é o dono do investimento, em caso de problemas com a corretora.

Passo B: Abra sua conta!

Aqui cada uma pode ter requisitos diferentes, algumas podem pedir mais documentação outras menos.

Mas no geral, é como fazer um cadastro em qualquer coisa, RG, CPF Comprovante de residência etc.

Outro detalhe é que algumas corretoras podem te pedir para preencher um questionário de avaliação.

Agora você deve estar se perguntando:

“-Como assim, tenho que fazer uma prova?”

Não é isso, jovem padauã.

Mas boas corretoras vão buscar saber o quanto você conhece do mercado financeiro para poder te orientar melhor e te ajudar a NÃO fazer cagada.

Outro detalhe, possivelmente você receberá e-mails dos endereços cei@bvmf.com.br e do tesourodireto@bvmf.com.br, mas não se preocupe.

São canais da própria bolsa de valores.

Passo III: Transfira o dinheiro para a Corretora!

Cadastro feito, orientações dadas, agora só falta o principal: Bufunfa!

Você vai precisar transferir uma graninha para sua conta da corretora via DOC/TED.

Aqui tem um detalhe que não tem a ver com a corretora, mas com o seu banco.

Você sabe quanto seu banco cobra para realizar um DOC/TED para outras contas?

Se não sabe, vá saber agora!

A maioria dos bancos digitais atuais não cobra para realizar DOC e/ou TED.

#ficadica #fintech #paganóstbm

Passo 4: Escolha onde investir e dê o comando!

Quando você transfere o dinheiro para sua conta na Corretora de Valores, seu dinheiro ainda não está rendendo.

Ele vai ficar lá, paradinho, esperando o seu comando.

Daí você escolhe entre as opções disponíveis da sua corretora e quanto vai investir naquela opção.

Então você ESPERA.

Pode levar um tempo para mudar seu saldo disponível, lembra que a corretora é o balconista de frios?

Você está dizendo pra ela: “-Quero comprar trezentos gramas de tesouro IPCA+, por favor.”

Ai você espera ela ir fazer isso pra você.

Provavelmente você será notificado por e-mail ou algum protocolo na própria plataforma da corretora quando tiver tudo ok.

Outro detalhe importantíssimo:

Boas corretoras não vão te dizer: “-Compre isso!” ou “-Compre aquilo!”

Elas vão te explicar todos os detalhes “disso” e “daquilo”.

E SEMPRE deixarão a escolha livre para você.

Parabéns, você é um investidor, YEAH!!!

Por que corretora é melhor que banco?

Mesmo que seja mais prático, seu banco não é a melhor opção, justamente, porque ele vai sempre priorizar os próprios títulos.

Não vai te oferecer títulos interessantes de bancos concorrentes.

Por isso é importante conhecer e ter contato com as Corretoras de Valores.

Elas ganham pela movimentação de investimentos, então é até melhor para a corretora ter a maior variedade de títulos para você escolher.

E você sempre terá opções otimizadas para os seus objetivos e um contato mais próximos com o mercado financeiro no geral.

Além de que nas corretoras o atendimento para investidores iniciantes tende a ser melhor, justamente porque a corretora só faz esse serviço para você e ela prioriza o contato de longo prazo.

Já o banco tem inúmeros outros serviços para você e um deles sendo quase que uma obrigatoriedade para todos nós, a conta corrente.

Concluindo

Espero ter esclarecido para você esse grande segredo sobre as corretoras de valores.

Não são nenhum bicho de sete cabeças, nem vão te dar pesadelos.

Pelo contrário, são uma das entidades mais importantes para todas as pessoas conhecerem e aproveitarem seus serviços.

Agora vai já pesquisar boas corretoras e começar agora o seu fundo de emergência!

E não esqueça de comentar o que achou do post!

Como já dizia Comandante Spock:

-Vida longa e próspera!

Até a próxima, pessoal!

Felipe Muniz

Felipe Muniz

Um nerd que teve a vida completamente transformada pelo livro Pai Rico, Pai Pobre e apresenta o poder desse conhecimento, de forma simplificada, para ajudar cada pessoa a despertar da matrix financeira.